Semana do trânsito conscientiza sobre acidentes e ciclistas

A Semana Nacional do Trânsito (SNT), popularmente chamada de semana do trânsito, começou no último dia 18 e segue até o dia 25, quarta-feira. Ela está prevista no Código de Trânsito Brasileiro e acontece todos os anos.

“No trânsito, o sentido é a vida” é o tema da campanha deste ano. Todos os meses, estão sendo trabalhadas campanhas de conscientização para melhorar a segurança no trânsito e reduzir o número de acidentes. No Brasil, são mais de 35 mil mortes por ano.

O objetivo da semana do trânsito é conscientizar a sociedade com valores que ajudem a criar um ambiente favorável e de valorização à vida. Assim, trabalha-se a mudança de postura e atitude para garantir o sentido de ir e vir dos cidadãos de forma segura. A Semana Nacional do Trânsito 2019 tem como foco os ciclistas.

Todo esse trabalho está ligado ao compromisso assumido internacionalmente de reduzir em 50% as mortes causadas por acidentes, no período de 2011 a 2020. É preciso criar ações que envolvam diretamente a sociedade e provoquem uma reflexão sobre o papel de cada um. Por isso a semana do trânsito é importante.

Ações ao longo do ano

O compromisso com a segurança não acontece apenas durante a campanha da Semana Nacional do Trânsito. O tema escolhido para este ano tem como foco aqueles que estão mais vulneráveis: pedestres, ciclistas e motociclistas.

A campanha educativa começou em maio e segue até abril de 2020. Em maio deste ano, a mobilização concentrou-se no Maio Amarelo. Em junho, nas faixas de pedestre e o sinal da vida. Em julho, período de férias escolares, a campanha focou na prevenção de acidentes. Em agosto, o tema foi o uso de celulares.

Começando na Semana Nacional de Trânsito e seguindo até dezembro, o foco serão os ciclistas. Eles são um dos atores mais vulneráveis quando o assunto é trânsito. Depois, o foco serão os motociclistas.

Vulnerabilidade no trânsito

No período de 2009 a 2018 foram concedidas mais de 485 mil indenizações do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT). Os dados são do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e mostram que os motociclistas foram os que mais sofreram acidentes.

Apenas o número de mortes chega perto de 200 mil, e foram mais de 3 milhões de reais em indenizações pagas pelo DPVAT. Os dados mostram a importância das campanhas de conscientização, para que, apostando na educação, o cenário possa começar a mudar.

Os ciclistas, motociclistas e pedestres são os mais vulneráveis no trânsito. O número de acidentes com ciclistas subiu 9,25% no estado de São Paulo, quando comparado com 2017. Os dados são do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga).

Também é preciso considerar que nos últimos anos o número de ciclistas vêm crescendo. E esse é mais um motivo para que campanhas como o dia do trânsito continuem acontecendo, principalmente quando falamos de cidades pouco estruturadas para ciclistas.

Entre tantos números alarmantes, uma notícia positiva: o número de acidentes envolvendo pedestres está em queda e diminuiu 9,3% no estado de São Paulo em relação a 2017.

A Seminovos Movida apoia essa iniciativa

A Seminovos Movida apoia iniciativas como dia nacional do trânsito e campanhas destinadas a conscientização para um trânsito mais seguro. Só assim é possível conscientizar e lembrar do papel de cada um para um trânsito mais seguro.

Na semana do trânsito e todos os dias, vale lembrar do conceito de direção defensiva ensinado na autoescola. Ou seja, adote um conjunto de medidas e procedimentos que ajudem a prevenir ou minimizar as possibilidades de acidentes.

Respeite as regras de trânsito, dê a passagem, não acelere no sinal amarelo e use o freio. São pequenas ações que podem salvar vidas.

Deixe uma resposta